A alegria da vida é simplesmente ser você mesmo!



A alegria é ser você!


"A maior alegria da vida é estar vivo, absolutamente vibrante, vital.
O sentimento de que há uma música sutil
em torno do seu corpo e dentro dele, uma sinfonia 
- isso é alegria!
Você fica alegre quando o seu corpo está fluindo, quando ele é como o fluxo de um rio."

(Osho)

Olá amigos, tudo bem? Estava de férias de alma, corpo e coração. Mas sempre é tempo de retornar, pois a saudade quando começa, faz cócegas e depois domina o nosso pensamento. É bom estar de volta e retomar às postagens no blog! :)) Sentiu minha falta? :D

Bem, que tal começar falando do ser mais precioso do mundo que é você mesmo a)? Afinal você é único(a), inigualável e exclusivo(a)! E por essa razão é que tem que ser você mesmo(a) e mais ninguém! Faça chuva ou sol, atravesse todas as estações do ano, viaje pelos mais belos lugares, sobrevoe desertos e tempestades,  mas continue sendo VOCÊ! Entretanto, não acumule raiva, não guarde mágoas... Resolva tudo e a alegria fluirá pelo seu corpo. Veja o que acontece quando você aprisiona os seus sentimentos e resolva as pendências para ser leve e  fluir naturalmente na vida.


Saiba que o seu corpo não é simplesmente físico e que muitas coisas penetraram nos seus músculos, na estrutura do seu corpo, por meio da repressão. Se reprimir a raiva, o veneno vai para o seu corpo. Vai para os músculos, vai para o sangue. Quando você reprime alguma coisa, isso deixa de ser apenas um fenômeno mental e passa a ser físico também — porque, na verdade, você não está dividido.

Você não é corpo “e” mente; você é “corpomente”, psicossomático. Você é as duas coisas ao mesmo tempo. Portanto, qualquer coisa impingida ao corpo afeta a mente e qualquer coisa impingida à mente afeta o corpo. Corpo e mente são dois aspectos da mesma entidade.

Por exemplo, quando fica com raiva, o que acontece com o corpo? Sempre que você fica com raiva, alguns venenos são liberados no seu sangue. Sem esses venenos você não enlouqueceria a ponto de ficar encolerizado. Você tem certas glândulas no corpo e essas glândulas liberam determinadas substâncias químicas.
Ora, isso é científico, não é só filosofia. O seu sangue fica envenenado. É por isso que, se tomado de raiva, você pode fazer coisas que normalmente não faria. Quando está com raiva, você consegue empurrar uma grande rocha — o que não conseguiria normalmente. Você mal consegue acreditar depois, ao ver que conseguiu empurrar a rocha, atirá-la longe ou erguê-la. Quando volta ao normal, você não consegue mais erguê-la, porque já não é mais o mesmo. Certas substâncias químicas estavam circulando na corrente sanguínea, você vivia um estado de emergência; toda a sua energia foi canalizada para a ação.


Mas quando um animal fica enraivecido, ele simplesmente fica enraivecido. Ele não tem nenhuma moralidade quanto a isso, nada lhe foi ensinado a respeito; ele simplesmente fica enraivecido e a raiva é expressada. Quando você fica com raiva, a sua raiva é parecida com a de qualquer animal, mas então existe a sociedade, a moralidade, a etiqueta e milhares de outras coisas. Você abafa a raiva. Tem de mostrar que não está com raiva, tem de sorrir um sorriso falso. Você força um sorriso e abafa a raiva. O que acontece com o seu corpo? O corpo está pronto para brigar — ou brigar ou fugir do perigo, ou enfrentá-lo ou fugir dele. O corpo está pronto para fazer alguma coisa — a raiva é só a prontidão para fazer alguma coisa. O corpo ia ser violento, agressivo.


Se você pudesse ser violento e agressivo, então a energia seria extravasada. Mas você não pode — não é conveniente, por isso você a abafa. Então o que acontecerá com todos esses músculos que estavam prontos para ser agressivos? Eles ficarão atrofiados. A energia os está pressionando para serem agressivos e você está fazendo uma pressão contrária para que não sejam. Haverá um conflito. Nos seus músculos, no seu sangue, nos tecidos do seu corpo haverá um conflito. Eles estão prontos para expressar algo e você os pressiona para que não se expressem. Você está reprimindo os seus músculos. Então o corpo fica atrofiado. Isso acontece com todas as emoções, dia após dia, durante anos. Então o corpo fica todo atrofiado. Todos os nervos ficam atrofiados; deixam de fluir, não são mais caldais, não estão mais vivos. Eles ficam mortos, foram envenenados e ficaram todos emaranhados. Não são mais naturais. Estão inertes, estão aprisionados...


Olhe qualquer animal e veja a graça do corpo dele. O que acontece ao corpo humano? Por que não é tão gracioso? Todo animal é gracioso — por que o corpo humano não é? O que lhe aconteceu? Você tem feito algo a ele. 



Você o tem destroçado, e a espontaneidade natural do seu fluxo já não existe mais. Ele ficou estagnado. Em todas as partes do seu corpo existe veneno. Em todos os músculos do seu corpo existe raiva reprimida, sexualidade reprimida, ganância reprimida, ciúme, ódio. Tudo é reprimido ali. Seu corpo está realmente doente.




Os psicólogos dizem que criamos uma armadura em torno do corpo e essa armadura é o problema. Se lhe permitem expressão total quando está com raiva, o que você faz? Quando está com raiva, você começa a ranger os dentes; você quer fazer alguma coisa com as unhas e com as mãos, porque é desse modo que a sua herança animal expressa a raiva. Você quer fazer alguma coisa com as mãos, destruir algo. Se não faz nada com os dedos, eles ficam atrofiados; perdem a graça, a beleza. Não serão mais membros vivos. E o veneno fica represado ali, por isso, quando você dá a mão a alguém, não acontece um toque de verdade, não existe vida, as suas mãos estão mortas.


Você consegue sentir isso. Toque a mão de uma criança pequena: há uma diferença sutil. Se a criança não quer dar a mão a você, ela não força; se retrai. Não dará a você uma mão morta, simplesmente tirará a mão. Mas, se ela quer lhe dar a mão, você sente como se a mão dela estivesse derretendo na sua. O calor, o fluxo — como se a criança toda estivesse vindo para a sua mão. Com o próprio toque ela expressa todo o amor que é possível expressar.

Mas a mesma criança, ao crescer, dará a mão como se ela fosse apenas um instrumento morto. Ela não acompanha esse movimento, ela não flui por meio dele. Isso acontece porque existem bloqueios. A raiva está bloqueada, e, de fato, antes que a mão possa ganhar vida novamente para expressar amor, ela terá de passar por uma verdadeira agonia, terá de passar por uma expressão profunda da raiva. Se a raiva não for extravasada, ela bloqueará a sua energia, não deixando o amor fluir.
Todo o seu corpo ficou bloqueado, não só as mãos. Por isso você pode abraçar alguém, pode aproximar alguém do seu peito, mas isso não significa que esteja aproximando essa pessoa do seu coração. São duas coisas diferentes. Você pode aproximar alguém do seu peito — esse é um fenômeno físico. Mas, se você tem uma armadura em torno do coração, tem um bloqueio emocional, então a pessoa continuará tão distante quanto antes; nenhuma intimidade é possível. Mas, se realmente trouxer a pessoa para perto de você, sem que exista nenhuma armadura, nenhum muro entre você e ela, então o seu coração se derreterá no coração dela. Haverá uma fusão, uma comunhão.


Quando o seu corpo voltar a ser receptivo e não houver nenhum bloqueio, nenhum veneno em torno dele, você estará sempre envolvido por um sentimento sutil de alegria. Seja o que for que esteja fazendo ou deixando de fazer, o seu corpo sempre estará envolto numa sutil vibração de alegria. Na realidade, a alegria só significa que o seu corpo é uma sinfonia, nada mais — que ele está num ritmo musical, só isso.
Alegria não é prazer; o prazer sempre deriva de outra coisa. A alegria é simplesmente ser você mesmo — estar vivo, absolutamente vibrante, vital. O sentimento de que há uma música sutil em torno do seu corpo e dentro dele, uma sinfonia — isso é alegria. Você fica alegre quando o seu corpo está fluindo, quando ele é como o fluxo de um rio. Seja alegria, espalhe somente alegria e muito amor!!
A alegria é contagiante, o sorriso é envolvente, a risada então, domina por completo a vida da gente! Afinal, a felicidade começa com um sorriso!! Lindo este vídeo gente, vale a pena ver!! Até breve queridos amigos!! É bom estar de volta! Beijos!!!! :)))





Fonte de inspiração: Universo Natural  e imagens do Google Imagens

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada!

16 comentários:

  1. Assim, tudo o que precisamos hoje, para sermos melhores e nos sentirmos mais felizes, já está dentro de nós, dentro da nossa essência espiritual, dentro do nosso verdadeiro eu. Não há nada que possamos buscar fora, onde quer que seja, que já não esteja dentro de nós mesmos, ainda que temporariamente esquecido ou ignorado. O que falta é apenas coragem para acessar, encarar e trabalhar este conteúdo de forma consciente e equilibrada, participando ativamente do processo, sem que o conteúdo nos possua e determine as nossas ações por impulso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alfeu, muito bom dia querido amigo!
      Senti sua falta na festa dos 5 anos do Blog , onde o homenageei com Top Comentarista!!
      Aproveito para agradecer aqui a sua companhia nestes 5 anos de estrada! MUITO OBRIGADA!

      Nossas emoções nos dominam muitas vezes e precisamos controlá-las! Isso faz com que nosso organismo, aos poucos, vai se retraindo e nos deixando doentes....
      Por isso, faz-se necessário extravasar os sentimentos e ser realmente o que somos, para não adoecermos e ter uma vida repleta de levezas!!!

      Agradeço o carinho da visita amigo!!!
      Tenha um excelente restinho de semana!
      Abraços!!! :))))


      Excluir
  2. Oi amiga bom dia!
    Fico feliz que esteja voltando,adoro a sua energia mesmo quando vc dá uma palsa vc transmite uma energia muito boa.
    Amiga,como diz o título da postagem a alegria é sermos nós mesmo,e eu serei eu mesmo como sempre sou. Embora eu esteja muito feliz com o seu retorno,super feliz, eu não li a postagem como vc merece,pois ainda não estou podendo interagir,vim te dá um beijo de bom dia te desejar uma ótima semana,e te pedir para seguir esse blog que a minha amiga Lindalva criou para a minha neta.
    Amiga fica a vontade em seguir ou não, colaborar,isso não me fará menos sua amiga.
    Como diz a postagem,temos sempre que ser nós mesmo.
    Esse é o link:http://guerreiraevellyn.blogspot.com.br
    Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia, boa tarde querida!!
      Eu que agradeço sua presença e carinho amiga!
      É verdade, suas palavras retratam exatamente o cerne do post que exalta que a pessoa tem que ser o que verdadeiramente é, sem medo ou receios!!

      Vou seguir o blog criado para a sua neta querida, será um prazer!!!
      Um grande e caloroso abraço querida!!
      Maravilhosa semana!
      Beijos!! :)))

      Excluir
  3. Bem-vinda de volta, Adriana! =)))
    Que postagem estupenda essa, eu preciso confessar que abri um sorriso enorme à medida em que fui lendo cada parágrafo. Ah, e esse vídeo então, coisa mais contagiante! Uma demonstração de que temos sim o poder de ativar um mecanismo poderoso capaz de atingir outras pessoas e fazê-las vibrarem, de uma forma tão fácil e simples - uma risada espontânea.

    Se a felicidade começa com um sorriso, então, eu sou uma pessoa feliz, porque sorrio muito, com os outros, para os outros, sozinha, do nada, de uma lembrança, de um pensamento, com meus personagens, sem eles, hehe.

    Beijo grande. Ótima semana! E obrigada por me deixar mais alegre com suas palavras. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosa, viiiva!!!
      Bom demais ter você aqui com todo esse carinho amiga!!

      Adorei as sensações que descreveu ao ler a postagem!
      É tão importante pois assim posso saber como o texto tocou o leitor e as reflexões que se originaram dele e em você, nossa, foram surpresas maravilhosas!!! :)))

      Você é pura felicidade e seu sorriso iluminado demostra isso Rosa!!!
      Eu que agradeço sua carinho presença, escritora querida!!!
      Mil beijinhos e uma semana recheada de alegria!!!! :))))

      Excluir
  4. OLá, Adriana, adorei seu post!
    Acredito completamente que corpo e mente estão ligados e que o se faz com um impacta no outro. Nas leituras que fiz ao longo dos anos aprendi que a energia gasta no que é negativo é a mesmo para o que é positivo, portanto um ou outro é só uma questão de escolha nossa.
    Seu post mostra como faz bem escolher o que é positivo, sorrir, viver a vida com leveza... é isso aí!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia, é sempre uma grande honra tê-la querida!!!

      Estava um pouco off e ainda continuo, mas ler o seu comentário encheu-me de vontade de rever os amigos e retribuir todo esse carinho!

      Interagir assim, de forma doce e expontânea, é sempre um presente lindo que ganhamos no ato de blogar! Eu diria que essa é a melhor parte da blogosfera: ter os amigos presentes em nossos cantinhos e refletindo sobre os nossos escritos!! É sensacional!!

      Então vamos do lado positivo que é o melhor para colocar aquele sorrisão no rosto de alguém amiga!!!

      Um grande beijo e uma super semana!!
      Se cuida tá?
      :))))))

      Excluir
  5. Olá,querida amiga Adriana
    continuo em mode pause, mas, vim agradecer pelo carinho de suas palavras em meu blog, claro que não naquele pique,mas, com carinho e prazer...
    frase muito verdadeira do Osho... verdade, não se pode conhecer a vida se não estiver vivo e se não sentir a vida fluir, com uma pura expressão de alegria, em torno e dentro do corpo.
    "a mente é a potência de pensar de um corpo que tem uma potência de agir". Cada um expressando um atributo determinado e o equilíbrio é a forma mais produtiva de sermos conscientes da armadura em torno do coração, onde nenhuma intimidade é possível e nunca haverá uma fusão, uma comunhão."Seja alegria, espalhe somente alegria e muito amor!!"
    Belo vídeo, a alegria é contagiante ...é assim que deveria ser, no "trânsito acelerado da vida", todos com as caras fechadas e com péssimo humor,basta um "start" para tudo mudar...té a volta,belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felis, meu grande e querido poeta tão amado!!!

      Eu disse que voltei, mas continuo em modo super pause também amigo...rsrs
      Ainda mais com as olimpíadas a todo o vapor, a gente dá uma esticadinha de olho na tv e outra no trabalho....kkkkkkkkkkk
      Agora mesmo, acabei de me acabar na torcida para o futebol feminino e pasmem, elas perderam nos pênaltis!!!... Como pode isso? Ai, que coisa!!!

      Mas já respirei fundo e vim aqui receber o carinho dos amigos para poder voltar ao normal!
      E receber o seu carinho e palavras tão belas de reflexão, me fizeram respirar e seguir em frente!!!
      Amigo, adorei sua análise, pois é sempre tão espontâneo e verdadeiro e sempre capta o cerne da questão!
      Então, o melhor que a gente tem a fazer é deixar a tristeza de lado e abrir aquele sorriso, soltando uma risada gostosa e envolvente, para contagiar todos à nossa volta!!! Uhullllllll

      Obrigada pela presença amigo!
      Desejo uma semana MARAVILHOSA!!!
      Beijos!!!

      Excluir
  6. Bom dia, bom dia!
    Como é bom tê-la de volta com um post tão contagiante como este!
    Acho que já comentei por aqui que sempre acreditei que todas as doenças que adquirimos vêm do sentir. Quando eu tinha 17, 18 anos (esta idade tão terrível rsrs), tinha muita raiva dentro de mim, mas sempre engoli tudo pq achava que ninguém merecia receber esta raiva. Com o tempo, tive muitos problemas de saúde, inclusive crises de tendinite. Comecei a tratar com homeopata e posteriormente acupuntura. O acupunturista me disse que toda a raiva era jogada no fígado e do fígado para os tendões, por isso eu tinha crises horríveis de tendinite. O pior de tudo é que nem sozinha eu conseguia chorar, acredita? Com a homeopatia, consegui me centrar e hoje mantenho um equilíbrio de minhas emoções. Sempre fui pro lado naturalista da coisa, pois os médicos fragmentam o corpo humano e nunca saram as pessoas. O curioso é que na facul de Educação Física, aprendemos que o ser humano é único, indivisível e corpo, mente e espírito são um, mas fico pensando "o que será que dizem para os alunos de medicina?", pois os médicos de hoje em dia tratam apenas os efeitos que aparecem em seu consultório - tanta tecnologia os separou da parte humana. Lembro dos meus pais contando que antigamente, apesar de não haver tantos exames e remédios, ao entrar num consultório, o médico perguntava tudo e ao passar o remédio e fazer o tratamento, a pessoa se curava. Hoje em dia se alguém entra com dor de cabeça, eles fazem trocentos exames na cabeça e quando não acham a causa dizem ser "stress" ou "virose" rsrs. Já a homeopatia pergunta "quem você é?" e a partir daí o tratamento flui.

    Amei o vídeo da Coca-Cola. Realmente, é contagiante. Não dá pra assistir sem sorrir e quando estou num coletivo assim e ouço risadas, sou contaminada instantaneamente rsrs.

    Abraços esmagadores e feliz semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde minha querida Bruxinha liiiinda do Poções!!!
      É sempre um grande prazer ter você aqui amiga!!
      Suas reflexões e experiência pessoal enriquecem sobremaneira o texto querida!
      Só tenho a agradecer imensamente!!!

      Amiga, pelo seu relato, notei o quanto o corpo reage e tentou buscar o equilíbrio, só que à sua maneira não é mesmo? No seu caso, a raiva era transferida para o fígado que, por sua vez, muito sobrecarregado, , descarregava nos tendões. O corpo humano é mesmo uma máquina engenhosa! :)) Sempre está á procura do equilíbrio químico! Quando algo sai errado é como você sabiamente mencionou: surge uma doença que pode ser puramente emocional!!!
      Isso é por demais interessante !! :)))

      Sabe, sempre quiz recorrer à técnica militar da acupuntura que tem raízes na medicina chinesa! É incrível!!
      Nossa, você disse tudo: os médicos fragmentam o corpo humano e se esquecem que eles são parte de um todo! Com mente e espírito interligados e funcionando harmonicamente!
      A faculdade de Educação Física ensina o correto, já a de Medicina deve tornar tudo mais complexo algo teoricamente simples, e por essa razão de complicação, não cura as pessoas!

      Ah que bela experiência a sua narração dos médicos de antigamente! Eles eram muito mais humanos e se preocupavam genuinamente com as pessoas! Só de olhar o paciente já sabiam o que o afligiam!! Isso que era a verdadeira medicina e não a atual.
      Hoje, o simples fato de ir ao médico, já me aterroriza!
      Sou teimosa demais e tento curar tudo com chás e remédios naturais......
      Só vou ao médico mesmo em última hipótese, quando não tem mais jeito ...kkkkkkkkkk

      Amei o relato querida, me surpreendeu!!!
      Desejo uma semana maravilhosa, de muita alegria, de risadas expontâneas e verdadeiras, pois assim , mantemos nossa saúde em dia!!
      Beijos!!! :))))

      Excluir
  7. Gostei muito. Parabéns pelo belo texto, pela coerência na forma e essência de ver a vida, daquilo que realmente importa. Sendo a alegria a pedra filosofal, a ciência da vida, a arte de viver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Moran, seja muito bem-vindo! :)))
      Fico muito feliz com a sua presença e por ter deixado suas impressões aqui.
      Graças à sua participação, tive a oportunidade de ir conhecer o seu belo trabalho, que por sinal já estou acompanhando...
      Essa é a magia da internet: conhecer novos amigos como em um passe de mágica!
      E viva a alegria de ver a vida, genuinamente, exatamente como ela é!
      Seja sempre muito bem-vindo!!
      Abraços e ótimo dia!

      Excluir
  8. Esta Menina/Mulher que ultimamente tem sido fotografada e nos encanta com suas fotos como Mulher/menina - surpreende e CRESCE a cada dia que passa, depois se voltando de férias escreve assim - ADRI - tire uma semana por mês de novo - BJKS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rui, é sempre uma surpresa quando você volta ao Vivendo a Vida bem Feliz!
      Muito obrigada pelo carinho e por palavras sempre incentivadoras!!
      Tenha um final de semana maravilhoso, com muita saúde!!!
      Beijos!! :)))

      Excluir

Fique à vontade para expressar seus sentimentos e sugestões.
Você é sempre muito bem-vindo(a)! Obrigada e Abraços!

Tecnologia do Blogger.